Sexta-feira, 8 de Junho de 2007

A presença obriga(da)tória



Ontem tive o prazer de partilhar o mesmo recinto que o grandioso Robert De Niro. Claro que quase senti um fio de baba a escorrer pelo queixo mas recompus-me rapidamente de forma a manter a postura mais profissional possível. Não foi difícil porque ele também não fez questão em fascinar.

Sei que ele é assim, discreto e sem grandes festas para com os jornalistas. Ele não foi indelicado, desenganem-se, mas lá que podia ter respondido com um bocadinho mais de vontade, podia.

As perguntas também não foram as melhores, verdade. Confesso que saí de lá com pena de não ter ouvido algo interessante da boca dele. Admito também que não é por isso que, da próxima vez que o encontrar (caso isso aconteça), os meus olhinhos vão continuar a idolatrá-lo.
publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 19:45
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links