Quarta-feira, 6 de Junho de 2007

As minhas ideias sobre Ocean’s 13

Teci hoje, no local do costume, algumas considerações sobre o último de Soderbergh. Cá estão:

" «O gang mais cool de sempre» foi a expressão que se tornou um lugar comum depois de Ocean’s Eleven.
O caminho foi tripartido. Começámos no número onze, equilibrado e imponente, fomos até ao doze, conta que já deixava perceber alguma insegurança e, por fim, eis que chegamos ao número treze, símbolo de azar e causador de medos. Aqui, m
edo não há mas, tendo o azar contribuído ou não, Ocean’s 13 perdeu o brilho que outrora o gang com um estatuto tão divino chegara a ter.




Danny Ocean e a sua família de patifes regressaram, uma última vez, para vigarizar com o estilo que sempre impuseram. As camisas de seda, os fatos caros e os passos subtis a que nos habituaram estão lá, de volta para esta terceira parte. Contudo, nem o passeio de estrelas e a boa técnica de câmara chegam para suportar um argumento que, desta feita, se rege apenas e visivelmente por interesses comerciais. Provavelmente, em parte, também estará subordinado ao espírito de pura despreocupação com que o elenco arrancou para a aventura. O gang aceitou o convite em tom de diversão mas não conseguiu divertir assim tanto.

A equipa que sempre se moveu por vingança, de uma forma de outra, continua a seguir a mesma linha de força mas, desta vez, tudo se resume ao assalto. Nada mais foi idealizado para que outros pontos de interesse prendessem o espectador. O enredo não foge muito ao que já nos tinha sido apresentado antes mas, como devido, aqui fica delineado.

É apenas por uma razão que o grupo ataca de novo. Se quisermos pensar melhor talvez seja por dois motivos: para defender um dos seus e para arrecadar o lucro do ajuste de contas que, como seria de esperar, ganha forma num megalómano e engendrado assalto.

O novo vilão, Al Pacino, tem nome de instituição bancária (Willy Bank) mas é um ganancioso dono de vários hotéis/casino. Este novo inimigo comete o erro de ludibriar Reuben, um dos membros do clã Ocean, e, por essa razão, as consequências abatem-se sobre si. O plano mirabolante conjuga, novamente, os talentos de cada uma das partes e acrescenta a ajuda de um aliado de pouca confiança: Terry Benedict.


Quanto ao escape feminino, ele chega na pele de Ellen Barkin, a meticulosa assistente do magnata malévolo sempre de cabelo arrumado, roupa sem rugas e pose aristocrata. No que diz respeito à ausência das anteriores presenças do sexo feminino (Julia Roberts e Catherine Zeta Jones), essa é justificada da forma mais apressada com um simples «esta não é a guerra delas».

Ocean's 13 continua a ter uma boa cinematografia, alguns bons cenários e a forma tão típica com que Soderbergh filma. Esses são os seus trunfos. Quanto à história, perdeu o humor de classe e seguiu um rumo cómico mais “fácil” no qual os protagonistas já não conseguem fazer rir como antigamente. O enredo é desconectado e perde pela compartimentação que acaba por fazer com que não reconheçamos um fio condutor consistente e, em última análise, com que nos aborreçamos ao tentar seguir as partes mal ligadas. O argumento é o roubo e tudo o resto são complementos caídos do céu sem grande nexo.

São todos bons actores, sim, mas aqui apenas sobressai um aspecto: a fórmula que continua a reunir adeptos junto do público mas que já abandonou a alma e o carinho notórios em Ocean’s 11. No ar ficam duas interrogações. Quanto terá valido o momento em que uma garrafa de Martini ganha protagonismo e o que terá sido preciso fazer para convencer Oprah Winfrey a constituir, ela própria, uma das piadas do filme?"

Estreia hoje nas nossas salas porque parece que o dia feriado não agradou. Daqui a uns dias no prometido Acabo de Ver.
publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 20:43
link do post | comentar

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 86 seguidores

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags