Quarta-feira, 25 de Abril de 2007

Hal Hartley e a sua Fay Grim no Indie

1.jpg

Ontem foi noite de Indie. Desta vez, no São Jorge, por entre o calor insuportável (o senão do serão) e a pequena multidão que ali foi para ver Hal Hartley e a sequela de Henry Fool, 10 anos depois. Mais uma vez, o espírito Indie Lisboa fez-se sentir na sua forma mais contagiante.

Depois da breve apresentação do realizador, ali no palco, desarmado por todos os olhos atentos, veio Fay Grim. Como o próprio Hartley definiu na recepção, este é "um filme muito rápido, muito cómico e muito triste". É isto mesmo.

Fay Grim ( numa intrigante e descarada, no bom sentido, Parker Posey) é uma mulher americana, aparentemente comum. Subitamente é confrontada por um agente da CIA (Jeff Goldblum) que a interroga sobre uma série de livros escritos pelo seu ex-marido, Henry Fool (Thomas Jay Ryan). Acontece que os cobiçados escritos transportam informação que pode pôr em causa a segurança dos EUA e, consequentemente, são alvo de busca por parte de meio mundo terrorista.

A fita mistura pedaços de géneros. Veste quase tudo de um tom cómico, quando menos esperamos investe no drama e tem por base um thriller que traz à memória os antigos filmes de espionagem.

O argumento é aguçado na crítica e no humor, atravessando momentos hilariantes que puseram todo o São Jorge em altas gargalhadas. Os twists são muito bem conseguidos, principalmente na passagem inesperada do humor para a tragédia.

Regressa também a peculiar realização de Hal Hartley que, confesso, me acaba por cansar pelo posicionamento da câmara, sempre em ângulo inclinado. A intenção é perceptível e acho que esta opção consegue transmitir uma mensagem para além da que convencionalmente, as imagens e o texto contêm mas esteticamente não me toca no botão do fascínio.

Fay Grim atinge uma velocidade estonteante conseguida pelos diálogos inspirados e alucinantes que, em última instância, também imprimem rapidez à acção. Duas horas muito bem dispostas que, contudo, acabam por tomar um rumo diferente... Para mais informações vão ter de o ver quando chegar ao circuito normal das salas de cinema.

Cá está o trailer da praxe.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=lMaAFaRxZLM]
publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 20:12
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links