Quarta-feira, 25 de Abril de 2007

Masi Oka: Digam lá que não parece um boneco de carne e osso

hero-masioka.jpg

Ele é o japonês que quebrou as barreiras do espaço e do tempo em Heroes. Vivia uma existência totalmente standardizada no Japão mas agora acredita que o seu destino é parte de algo maior. A sua personagem disse a frase que todos decoraram: "Save the cheerleader, save the world".

Masi Oka é Hiro Nakamura, o actor cuja aparência parece ter sido desenhada especificamente para uma BD ou para uma série anime. Mas não, é de carne e osso.

Andava no meu zapping electrónico diário sobre cinema e afins quando passei por um artigo sobre este senhor no site da CNN. Não é o texto mais interessante de sempre mas faz a vénia a quem julgo que a merece.

Oka nunca conseguiu papéis de relevo e foi passando despercebido na comédia em coisas como Reba, Reno 911 e Scrubs. O actor explica que muitas das dificuldades para conseguir "O" trabalho tiveram por base o facto de os americanos terem uma visão muito quadrada dos asiáticos. Era difícil encontrar um guião que se adaptasse à sua figura e à sua experiência na comédia.

Um dia, o piloto de Heroes caiu-lhe no colo e tudo encaixava na perfeição. Procuravam alguém que falasse japonês fluentemente, que tivesse experiência na televisão americana e que tivesse passado, em algum momento, pelos lados do humor.

Foi assim que nasceu Hiro Nakamura. Não quero tornar-me aborrecida nos elogios a Heroes (que já aqui fiz vezes suficientes) mas o personagem de jeito acriançado e ingénuo com o poder para mudar o mundo e, esperemos, salvar a cheerleader é, sem dúvida, aquele que mais me dá gozo seguir.

Espero que, depois da série, se consiga deslocar do papel e partir para outras andanças. Fiquem com este excerto.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=sMFUsXByRhs]
publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 12:16
link do post | comentar
1 comentário:
De Knoxville a 25 de Abril de 2007 às 14:33
A nomeação para um Globo de Ouro quando a série ainda nem ia a meio diz muito de Masi Oka. Agora vai ser dos principais em Balls of Fury (que cheira a desilusão e a fracasso, mas veremos) e em Quebec (que não será um clássico mas parece-me o estilo certo para começar devagar a subir na carreira).

Beijinhos Inês.

Comentar post

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 86 seguidores

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags