Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

O Ribatejo é o Texas português

Leonel Vieira não hesita em dizer a frase que dá título a este post e leva-a tão a sério que fez um filme para dar vida à ideia.

 

Em Arte de Roubar, as referências de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez são inegáveis e a aposta no circuito comercial internacional também (o filme é totalmente falado em inglês). O tropeção acontece quando não se está assim tão à vontade no papel quanto os cineastas que lhe serviram de inspiração nem se encontra grande justificação para que o filme se fale numa língua que não pertence a nenhuma das personagens da fita nem a nenhum dos locais por onde ela passa. No entanto, a verdade é que, apesar dos muitos defeitos, Arte de Roubar não merece sovas como aquelas que tenderia a dizer que vai levar. Aconselha-se, para duas horas de diversão chunga com alguma pinta.

 

Deixo-vos algumas entrevistas feitas ao realizador e a alguns dos actores do filme.

 

 

 

publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 16:32
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links