Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

Fim de hibernação

E de volta cá estou eu. Tinha prometido regressar ontem mas o estado cerebral vegetativo era demasiado avançado para que qualquer coisa com nexo saísse destas teclas.

 

Sobre o post anterior há que dizer que a passagem por Praga foi produtiva (cidade extraordinariamente fascinante) e que Andrew Adamson é um porreiro que segue conselhos de Peter Jackson e tem uma potencial fixação por Portugal. O propósito da viagem foi o junket referente ao filme de Verão da Disney, As Crónicas de Nárnia: Príncipe Caspian. Falaremos mais à frente, lá por altura da estreia do dito cujo, sobre os pormenores das entrevistas e sobre o objecto que as motivou: o filme baseado no livro de C.S. Lewis.

 

O que me traz aqui hoje é, como naturalmente à quinta-feira, as notas sobre as estreias. Visto que ainda não estou de volta ao SAPO e os artigos sobre os filmes em cartaz apenas serão publicados nos próximos dias, deixo-vos apenas algumas ideias sobre os dois filmes que tive oportunidade de ver.

 

Comecemos então por Reefer Madness - Erva Maldita. Para os que não ouviram o título, a fita é um musical sobre os tempos em que fumar erva parecia estar no mesmo patamar dos efeitos que a Grande Depressão tinha trazido aos Estados Unidos.

 

O filme é um musical sob a forma de filme propagandístico anti-droga, uma espécie de mistura a recordar Hairspray (na fase imaculada de Jimmy Harper e Mary Lane, um casal liceal de cabelos perfeitos e comportamento exemplar) e The Rocky Horror Picture Show (quando os consumidores de erva se erguem que nem zombies pelas ruas da cidade). Não esquecer que pelo meio há uma cena em que Jesus - o mesmo que tem um microfone dourado e adora orgias divinas - oferece a salvação a todos os que se desgraçaram nos caminhos da substância. Allan Cumming é quem vai guiando o filme-panfleto no papel de um rígido demagogo dedicado à presidência de Roosevelt.


Reefer Madness tem momentos demasiado cartoonescos e, embora o texto (ou a música) nem sempre acerte na tecla do humor com o tom ideal, é um bom exemplo de um musical-comédia (ou de uma comédia musical) que, sendo pateta, consegue ter muita piada. Garanto-vos que vão ficar a cantarolar o repertório nas horas seguintes.

 

Caminhemos então agora para Obsessão Mortal, primeiro filme em língua inglesa do realizador Wai-Keung Lau, e regresso de um Richard Gere - repito o mesmo que tinha dito em The Hunting Party- numa aconselhável pré-reforma.
 

Gere é Erroll Babbage, um vigilante de violadores em liberdade controlada, que percebe todos os instintos e todas as tendências sexuais que cada um deles tem. Allison (Claire Danes) é a aprendiz sempre junto à cauda do mestre. Os dois vão envolver-se para lá do profissionalismo e chegar mais perto do que o que a profissão lhes exige.


Obsessão Mortal (The Flock em inglês) vê-se e esquece-se. Passamos e deitamos fora uma narrativa à qual assistimos uma boa dezena de vezes (senão mais) e duas interpretações jogadas em função dessa mesma limitação: os lugares comuns a que o argumento não consegue fugir. Para além disso, a realização de Lau quer ser ritmada, frenética e sufocante, mas revela-se mais próxima de saturante do que dos adjectivos a que se tinha proposto atingir. A somar alguns pontos positivos ficam um ou outro retrato dos instintivos violadores, as suas manias e os seus impulsos incontroláveis. Esses sim, obsessivos e mortais.

 

 

publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 15:32
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links