Domingo, 18 de Maio de 2008

A família Monstra

E encerra hoje mais uma edição da Monstra. Tenho andado por lá nestes dias de festival e tenho de dizer que, aquilo que guardo mais dos encontros, para além de alguns excelentes filmes, é o fantástico espírito de verdadeira família que os envolvidos no festival parecem ter. Isso e a informalidade que resulta em conversas com realizadores à mesa do café. Para os que não foram, agora só podem experimentar no próximo ano. Para os que passaram por lá, ainda bem que o fizeram. Deixo-vos um artigo saído quentinho do sítio do costume.

 

Depois de dez dias de animação (em filmes e não só), reuniões de amigos e encontros à mesa com uma chávena de café, o festival de Animação de Lisboa fecha hoje as portas com a exibição dos filmes premiados. Do Japão, Koji Yamamura não veio apenas para ser membro do júri Competição de estudantes. Voltou para casa com o Grande Prémio Monstra 2008/RTP2 para o seu Franz Kafka’s – A country doctor. A noite de encerramento foi mais do que uma automática entrega de prémios. Reuniu a família, aplaudiu-a, fotografou-a para a posteridade e prometeu juntar o agregado de novo no próximo ano.

Entre subidas ao palco para entregas de troféus e agradecimentos emocionados a quem de direito, a Monstra anunciou ontem na sua sala base, os vencedores da sétima edição. Na altura em que o nome do japonês Koji Yamamura foi chamado para receber o prémio maior do festival, o realizador e também membro do júri Competição de estudantes precisou de um aviso para perceber que tinha sido ele o laureado. Ainda que as palavras em inglês tenham sido poucas, bastaram para a intenção. Ele veio, gostou e saiu surpreendido pela homenagem ao filme que o júri descreveu como uma obra que faz a animação pular até um novo patamar: Franz Kafka’s – A country doctor.

Para os jovens cineastas estudantes em competição na Monstra, estava reservada uma entrega curiosa. O júri da Competição estudantes, do qual consta Rastko Ciric, o realizador da experiência em 3D, Fantasmagorie 2008, pôs todos os membros do júri com óculos vermelhos e verdes enquanto anunciavam o vencedor e as menções honrosas. O prémio foi para o estudante húngaro, Tomek Ducki, pelo seu Life Line. Entre os premiados da noite estiveram ainda Wiola Sowa, da Polónia, que teve direito ao prémio especial do júri e que viu o o seu filme Refrains ficar na lista de cinco escolhidos para o prémio Onda Curta (e que, serão exibidos no programa do segundo canal da estação pública).

A portuguesa Joana Toste foi obrigada a subir ao palco para receber, depois de um abraço do colega José Miguel Ribeiro, o prémio Tobis para O guisado de galinha. Finalmente, e não esquecendo os mais pequenos ou a suprema vontade do público, o prémio Monstrinha foi para A Sunny Day de Gil Alkabetz e o prémio do público foi para Hare the Servant, de Elena Chernova.

2008 é um ano crucial para as efemérides da animação e a Monstra aproveitou a data como desculpa para homenagens a alguns momentos a relembrar. Foi há cem anos que Emile Cohl fez nascer Fantasmagorie, o primeiro desenho animado de que há registo, e foi também há 40 que os Beatles e George Danning se tinham juntado para fazer o clássico O submarino amarelo. O festival de Animação de Lisboa foi correndo os dias sem nunca esquecer os aniversários e, claro, na noite de encerramento, a memória não ficou esquecida.

No ecrã passou um pouco da história da animação, começando com o famoso primeiro desenho animado, passando por clássicos como Gertie (Winsor McCay, 1914), provando a primeira vez em que o rato Mickey surgiu (Steamboat Willie, 1928) e terminando com um remake dos ditos primórdios da animação. O filme de Rastko Ciric continua a chamar-se Fantasmagorie mas o realizador acrescentou-lhe um 2008 e pôs o público a ver a curta-metragem em 3D, com direito a óculos com ilustrações do filme e a fotografia tirada ao público mascarado (recordação que o realizador faz questão de guardar em cada vez que o seu filme é exibido).

No final da entrega de prémios e depois dos agradecimentos mais do que emocionados do director do festival, Fernando Galrito - que fez questão de não esquecer qualquer nome da família Monstra e provou que a sala do Maria Matos estava em reunião de inseparáveis amigos- houve ainda um gostinho a novidade.

O realizador português também membro do júri, José Miguel Ribeiro, tinha trazido fresquinhos da França, de onde partiu há uma semana, cerca de cinco minutos de imagens do seu novo filme, Um passeio de Domingo, deixando para trás os meticulosos cenários do filme que começou a fazer há já quatro anos. Mesmo sem o som terminado e com apenas uma primeira prova, Um passeio de Domingo deixou a audiência expectante para assistir ao resultado final.

Depois, havia apenas a recordar o filme vencedor do Grande Prémio Monstra e continuar a festa no café do teatro, o espaço que, por estes dias, tem sido palco para conversas informais, concertos com realizadores e cafés com conversa marcada sobre filmes.

A Monstra encerra hoje com a exibição dos filmes premiados nas salas do Teatro Maria Matos e dos Cinemas King e São Jorge mas promete voltar no próximo ano. Com a mesma família, o mesmo espírito familiar, a mesma informalidade que há na equipa de produção e que não deixa imunes os espectadores que se atreverem a descobri-la.

 

publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 14:45
link do post | comentar

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 86 seguidores

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags