Sexta-feira, 2 de Maio de 2008

As minhas noites de mirtilo



Tinha sido tão bonito se a tradução do título tivesse sido esta. Ainda que estapafúrdia seria bem mais interessante do que o xaroposo O sabor do amor.

Dificuldades de tradução à parte, sinto-me na obrigação de contextualizar aquela que foi a minha experiência com My blueberry nights. Comecei por vê-lo em visionamento de imprensa e não sei se, por estar cansada ou por não estar na melhor das minhas disposições, saí de lá muito pouco encantada com o filme de Wong Kar Wai.

Depois, voltei a vê-lo na abertura do Indie e aí a reacção apresentou-se diferente. Embora lhe reconheça defeitos ao nível do argumento, pela altura dos créditos finais estava muito mais embevecida com a arte do realizador e com o rol de personagens interessantes do que na primeira vez que lhe tinha posto os olhos em cima.

Porque, convenhamos, não temos ali qualquer elenco. O senhor tem o mérito de arrancar Jude Law (sempre fascinante de ouvir e observar), a estreia de Norah Jones como actriz, Natalie Portman, Rachel Weisz, David Strathairn (grande grande voz) e até Cat Power, imagine-se.

Depois, há a habitual estética de Wong Kar Wai, sempre à procura de quadros menos óbvios ou como diz o meu colega Frederico com "os neons à espreita em cada plano". Maravilhas com a câmara e com as cores.

O que falha é o facto de todos estes fascínios (pela imagem e pelos personagens) fazerem com que a atenção à história seja descurada. Às tantas sentimos que já sabíamos o desfecho e que as novas personagens introduzidas no meio do acção central são apenas acrescentos para mostrar "olhem que eu sei mesmo filmar como ninguém e tenho aqui uns convidados que sim senhor".

Agora esqueçam o parágrafo anterior e vão ver My Blueberry Nights porque, para se olhar, é um esplendor e não me estou a referir ao Jude Law, não senhores.
publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 08:31
link do post | comentar
1 comentário:
De Cataclismo Cerebral a 2 de Maio de 2008 às 11:15
Uma desilusão: esteticamente belo, mas narrativamente inconsequente.

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links