Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Uma Lisboa fora de horas com demasiados defeitos

Ontem, enquanto trocava breves ideias com o realizador, tremia por dentro com medo que ele me perguntasse o que tinha achado do filme. Senhor muito simpático e dado a conversas. Deixo-vos algumas ideias sobre The Lovebirds.

Bruno de Almeida morou em Nova Iorque durante 22 anos mas tem em Lisboa a sua cidade. Em The Lovebirds trouxe, com muito pouco dinheiro, alguns dos amigos americanos para a capital portuguesa. Levou-os para as ruas de Lisboa, à noite, e juntou-os a outros amigos portugueses em seis histórias que, de alguma forma, falam de amor.

The Lovebirds não é um projecto que Bruno de Almeida sempre tinha desejado fazer. Foi pensado quando o Lisbon Village Festival convidou o cineasta para fazer um filme que pudesse servir de abertura ao festival. O dinheiro era pouco, o tempo também, as câmaras eram digitais, e apenas foi possível fazer a película graças à rede de amizades de Bruno de Almeida. De Nova Iorque vieram Michael Imperioli a.k.a. Christopher Moltisanti de Os Sopranos, John Ventimiglia, seu parceiro de série e Drena de Niro, filha adoptiva de Robert.

Em português tinha à espera Ana Padrão, Joaquim de Almeida e Ivo Canelas. Para participações especiais tinha convidado o realizador Fernando Lopes (O fio do horizonte, O Delfim), numa espécie de homenagem em que interpreta uma personagem igual a si próprio, e, figura mais improvável num filme português, Joe Berardo, o produtor cinematográfico que não tem mais dinheiro para oferecer.

Avançados que estão os detalhes sobre a sua realização será mais fácil perceber aquilo em que acabou The Lovebirds.

O espectador encontrará seis narrativas fragmentadas, um mosaico de histórias que em comum têm o facto de, de alguma maneira, contarem imagens de amor ou amizade, mesmo que no seu estado mais primitivo. O cenário é uma Lisboa suja, noctívaga, cheia de recantos e dada a tristezas.

Em fila no azulejo de contos estão o americano que segue a portuguesa pelas ruas de Alfama porque ela lhe lembra a sua mulher, o taxista russo solitário que calcorreia a cidade, a grávida desamparada, os pequenos bandidos, o realizador em fim de carreira e o casal de amantes sem remédio para os seus problemas.

The Lovebirds oferece, assim, algumas interpretações a reter, como a deliciosa conversa entre o mestre Fernando Lopes e o boxeur Lenny (Nick Sandow) e a viagem obssessiva de Vincent em busca de uma desconhecida (Michael Imperioli). A qualquer português será ainda difícil não se deliciar com a passagem de Joe Berardo pelo cinema.

Mas de um filme não se espera que apenas um conjunto de curtas-metragens sem uma ligação natural. As seis histórias apresentadas podiam viver sozinhas mas não sobrevivem em conjunto. O que as une não salta à primeira vista nem se vai cruzando como, a cada passo, sentimos que deveria acontecer. Acabamos a achar que não existe a fluidez que se pediria de uma longa-metragem.

Por outro lado, a forma como Bruno de Almeida filma a cidade de Lisboa acaba por a ferir mais do que a elogia. À excepção da cena em que a personagem de Imperioli janta com uma típica família de Alfama ou de alguns recantos mais típicos , antes lhe atribui um conotação negativa, impura e mais perigosa do que aquela que a capital tem na realidade.

A Lisboa fora de horas de Bruno de Almeida termina acompanhada por o fado que lhe é tão próximo mas acaba por não ser aquela a que os lisboetas estão habituados.

publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 13:57
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links