Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Uma bússola e a reencarnação de Frodo e Harry

Não posso deixar de destacar A Bússola Dourada, visto ontem à noite em cima do dia de estreia. A velocidade com que tudo se desenrola e as óbvia inspirações em Harry Potter e O Senhor dos Anéis deixam perceber qual o claro objectivo desta adaptação. A verdade é que, se não existisse um passado recente tão nobre no género, A Bússola Dourada poderia até sobressair da forma que se pretendia. Bom, mas não me alongo e partilho convosco as notas sobre a fita de Chris Weitz.

Fórmula de sucesso é alvo de cobiça. O Senhor dos Anéis pôs no topo o filme de fantasia, Harry Potter provou que adultos e crianças se rendem a uma história de feitiçaria. A Bússola Dourada chega para preencher o vazio que os anteriores deixaram. A New Line chamou o filme de «substituto» para a saga de Tolkien no cinema e o resultado está à altura. Pena é que Frodo e Harry ainda estejam demasiado frescos na memória.

Neste mundo paralelo retro-futurista a lembrar um cruzamento entre Hogwarts, a Terra Média e o universo Star Wars os seres mais semelhantes aos humanos caminham lado a lado com a representação da sua alma em forma de animal. As criaturas chamam-se Daemons (curioso um figura do bem chamar-se demónio) e não podem separar-se do seu correspondente físico.

Lyra (a estreante Dakota Blue Richards), uma simples menina órfã protegida por escolásticos num colégio da Oxford daquele mundo, vê os seus amigos serem levados por uma demoníaca classe de nome Gobllers. Dizem que quem desaparece nunca mais volta.

Lyra terá então de embarcar numa perigosa e destemida viagem pelo desconhecido na busca pelos amigos, sempre sob o olhar atento do tio aventureiro Lord Asriel (Daniel Craig) que, mesmo não podendo estar presente, arranja forma de que a menina tenha amas muito peculiares a olhar por ela.

Esta é uma história de passagens rápidas mas intensas pelas ditas culturas daquela civilização. Começa com uma vilã de peso, a maléfica Senhora Coulter (Nicole Kidman), e vai com ela até ao fim. Passa pelos gípcios, uma espécie de ciganos nómadas do sítio, pelos ursos de gelo, criaturas do norte poderosas e imponentes, e pelos membros do Magisterium, o órgão político que tudo controla e que ainda mais quer controlar.

Pelos jornais muita tinta tem corrido sobre A Bússola Dourada precisamente devido à representação desta última instituição. O filme é uma adaptação da primeira parte da trilogia His Dark Materials, de Philip Pulman. Na obra escrita Pulman é profundamente ateísta e critica aquele autoritarismo numa clara comparação às instituições religiosas. Contudo, para o filme, o realizador Chris Weitz diz ter passado esse tipo de insinuações de uma forma eufemística. O que é facto é que tal não impediu os fãs de reclamar total fidelidade à versão escrita e a Igreja de pedir que o filme não seguisse para as salas de cinema.

Mas seguiu. E promete ser o blockbuster deste Natal. Uma grande vilã, uma pequena grande descoberta e uma história promissora. A Bússola Dourada sofre, no entanto, de um problema de que dificilmente se vai conseguir libertar. É que os filmes de Peter Jackson sobre o anel ainda há pouco arrebataram os óscares e a saga de Harry Potter ainda leva muitos ao cinema. Sem mais alguns anos para poder esquecer pormenores é inevitável o espectador dar por si a descobrir semelhanças e a apontar diferenças.

A New Line tem na calha a adaptação das duas últimas partes da trilogia mas diz que a continuidade depende do sucesso deste primeiro passo. Só teremos de esperar para ver quantos euros chegam aos cofres.

publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 19:40
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links