Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007

A respeito de Veneza

Hoje impõem-se algumas notas sobre Itália. Foram estas que publiquei no sítio do costume.

Aos 75 anos, o festival de cinema de Veneza está amadurecido e mostra-se diversificado. 22 filmes de vários países vão a concurso pelo Leão de ouro e 35 mais fazem prova do que de melhor se fez no cinema no ano que corre. Pelo meio, entram em cena dois portugueses e homenageiam-se carreiras: uma a título póstumo (a de Michelangelo Antonioni), outra ainda aberta a muitas mais criações (a de Tim Burton). A novidade de que todos falam vem, no entanto, sob a forma de um novo prémio: O Queer Lion ou, na possível tradução portuguesa, o Leão homossexual.

As contas certas dão-lhe 75 anos de idade mas com alguns anos de atribuladas e históricas interrupções (como aconteceu durante a II Guerra Mundial), a Mostra internacional de cinema de Veneza vai na 64ª edição. Este ano, o número de estreias mundiais é maior do que nunca com todos os olhos virados para a exibição de fitas de realizadores como Ang Lee, Woddy Allen, Paul Haggis, Brian de Palma e Ken Loach não esquecendo que a concurso está o português João Canijo e o seu Mal nascida.

São os filmes britânicos e norte-americanos que comandam no cartaz mas a gosto do director, Marco Muller, foram também incluídos na selecção alguns filmes asiáticos. Debrucemo-nos na lista multicultural. Depois do oscarizado Brokeback Mountain, Ang Lee regressa com outra história de amor sofrida em Lust, Caution, um sério candidato ao prémio máximo do festival e quem sabe se a outras temporadas de cerimónias. Também o veterano Brian de Palma mostra o seu Redacted e o argumentista/realizador Paul Haggis regressa aos dramas intrusivos com the In the valley of Elah, a história de um pai que suporta o fardo de ver o filho partir para a guerra. Com estes dois últimos filmes, marca-se uma das linhas do festival: a da fotografia intensa da presença americana no Iraque.

Fora de concurso, Woody Allen promete chamar a atenção para o seu mais recente Cassandra’s Dream, história que conta com Ewan McGregor e Colin Farrell, numa equipa algo inesperada para o cinema do realizador. Também presente na selecção extra-concurso estará a actriz fétiche de Allen, Scarlett Johansson mas, desta feita, no filme de Robert Pulcini, The nanny diaries.

Quanto à presença portuguesa, ela é dupla. Há um ano, Manoel de Oliveira estreava Belle Toujours em Veneza. Um ano depois, aos 99 de idade, a produção não pára e o realizador mais velho do mundo continua a fazer questão de que Portugal esteja representado. Chama-se Cristovão Colombo – o Enigma, será exibido fora de concurso e, para além da direcção de Oliveira, conta com a sua participação e da sua mulher no elenco. Já João Canijo tem motivos para estar ansioso. A sua película Mal nascida, narrativa que viaja até às casas de alterne portuguesas, está sujeita à avaliação do júri. 

Todos os filmes a concurso aguardam impacientes pelo momento da entrega do prémio mais desejado mas este ano há uma novidade interessante na lista de galardões. Queer Lion (“Leão homossexual), é o nome da recompensa que será oferecida ao melhor filme que se debruce sobre temáticas ligadas à homossexualidade ou, condição mínima, que tenha personagens gay. Obrigatórias são também as homenagens a carreiras consagradas e, este ano, são várias as que tiveram direito a honras.

Tim Burton, que certamente ainda oferecerá à sétima arte muitas das suas fábulas fantásticas de cenários encantados, vai receber o leão de ouro pela sua carreira. Michelangelo Antonioni, cineasta da casa recentemente falecido, vai ser homenageado a título póstumo com a exibição de três dos seus filmes (Limpeza Urbana, Vertigine e Lo Sguardo Di Michelangelo).

E já que estamos na Itália, nada mais adequado do que recuperar o cinema western spaghetti numa mostra apadrinhada por Quentin Tarantino que conta com a exibição de O Cavalo de Ferro de John Ford e de Amanhecer Sangrento de Budd Boetticher, entre muitos outros.

O festival de cinema de Veneza decorre até dia 8 de Setembro e assegura no desfile pela passadeira vermelha nomes como Brad Pitt, George Clooney, Richard Gere, Cate Blanchett, Vanessa Redgrave, Scarlett Johansson, Charlize Theron e Susan Sarandon.
publicado por Quanto Mais Quente Melhor às 21:02
link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar

subscrever feeds

posts recentes

Em coma...como a Noiva de...

Estrelas de cinema na pub...

Ensaios de luxo

Uma visita com Walt

Desculpas e mais desculpa...

O Sítio das Coisas Selvag...

Trailer de The Lovely Bon...

Ela quase emigrou mas est...

arquivos

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

todas as tags

links